Pages

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Voltei

Ai pessoal. Após dois anos, estou voltando a postar volto com tudo após ver que ainda após dois anos alguem lê este blog.

Por esses dias andei lendo:




O livro "Ensaio Sobre a Cegueira" é interessante porque faz sua mente trabalhar literalmente ao ver a forma de José Saramago escrever. Ele não usa travessão, interrogação nem dicas de falas - aquela frase indicando quem falou o que, como exemplo: "Olá Don Juan, 'disse a duquesa'". É de fato muito divertido ficar matutando quando as falas mudam de personagens e se aquela citação foi uma afirmação ou uma interrogação.
Para mim esse livro foi um refugio dos atuais bestsellers que descrevem de mais os ambientes para preencher espaço no livro e completar 400 paginas. Além de que muitos desses livros contemporâneos - como se Ensaio Sobre a Cegueira fosse tão antigo assim - visam apenas dar o que o publico quer, leitura fácil e rápida, por isso mesmo surgindo de "uma hora para outra" vendem tanto.

Minha outra leitura foi a serie de Hq (Historia em Quadrinhos) nomeada Kick-Ass - "chuta-rabos", se preferir. Falando sobre hq's, odeio o terrivel preconceito que há contra elas. Acredita que quando pequeno, meu irmão, o qual tinha uma enorme coleção de quadrinhos, foi "incentivado" a queimá-las por supostamente serem fonte de desculturação, ou seja, para a maioria das pessoas historia em quadrinhos até mesmo são acusadas de barrar o ensino, o gosto pela leitura e a melhora da mesma. E de acordo com esse incentivo que deram ao meu irmão, o cara o fez. Não é por menos que minha mãe me proibia de lê-las até eu fazer as minhas. Dai então ela percebeu que HQ também pode ser fonte de cultura.
Bem, voltando ao assunto, estavamos falando de Kick-Ass. É uma HQ um tanto pesada para o publico que nao está acostumado a ler quadrinhos para publico mais velho. Contém palavrões e imagens pesadas. Mas para falar a verdade, poucas historias em quadrinhos com um bom roteiro não contém tais fatos.
E o melhor dessa história é que é de certa forma uma critica as HQ's de super-heróis. Mostra a realidade que aconteceria se alguem por acaso tentasse se meter a gostosão e bancar o salvador da humanidade. Leitura sem arrependimentos, com certeza. Mas se ainda possuir a mesma aversão que muitos tem por quadrinhos, poderá assistir a adaptação homônima para o cinema.


Nenhum comentário: