Pages

domingo, 21 de setembro de 2008

Lírico

  O escritor

    


Nos Teus lindos cachos

Vejo o ouro com carvão sobre a pele branca,

Ou amarelada, quem sabe?

 

A Tua voz, ó bela voz!

Ecoa no espaço vácuo,

Transmitindo paz e consolo

A todos deprimidos que Te ouvem.

 

O Seu corpo?!

Algo incrível! Inconfundível!Único!

 Perfeito!

 

 Beleza maior será que existe?

Se existe onde está?

 

Quem não A quer ao lado não existe

Com certeza!

Pois Tu és a rosa que nasceu no pântano,

A todos encanta e tira atenção.

 

Iluminando a escuridão

Com Seus belos olhos que irradiam luz

Em perfeita harmonia com o Teu coração.

E é tudo isso que A faz única e perfeita. 

Nenhum comentário: