Pages

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Enxergar o que vê

 O Escritor

   Será o que vejo realmente o que vejo? Ou será apenas uma das minhas alucinações? 
Uma pessoa que encontro na rua; será apenas um velho poste decaído? A casa de um amigo que entro; será simplesmente um terreno abandonado, deixado ao léu?
   Filmes que vejo, sem dúvida, talvez sejam experiências passadas e semi-esquecidas.
Vivo assim solitário, em um mundo criado por mim, imaginado por mim, vivido por mim. Mas guardo segredo, para disso nada saber.
                                                                               (Leandro C. Assis)



Nenhum comentário: