Pages

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Enxergar o que vê

 O Escritor

   Será o que vejo realmente o que vejo? Ou será apenas uma das minhas alucinações? 
Uma pessoa que encontro na rua; será apenas um velho poste decaído? A casa de um amigo que entro; será simplesmente um terreno abandonado, deixado ao léu?
   Filmes que vejo, sem dúvida, talvez sejam experiências passadas e semi-esquecidas.
Vivo assim solitário, em um mundo criado por mim, imaginado por mim, vivido por mim. Mas guardo segredo, para disso nada saber.
                                                                               (Leandro C. Assis)



Ponto de Impacto



O escritor
   Após termos falado do livro Anjos e Demônios, chegou a hora do que fora prometido a um tempo atrás. Mas, antes de falarmos um pouco sobre o Ponto de Impacto, vejamos sobre o que o livro trata.
   O PODS, um novo satélite da NASA, encontra algo estranho na geleira Milne. Para verificar a autenticidade da descoberta, alguns especialistas civis são contatados; entre estes estão: Rachel Sexton, Michel Tolland e Corkky Marlinson. Mas o que eles menos esperavam acontece. Tendo que salvar suas próprias vidas de agentes da Força Delta, e de aterrorizantes forças da natureza, suas vidas se tornam insignificantes comparadas às informações que tem em mãos. 
   Posso dizer que essa é a trama mais complexa de Dan Brown. Atrevo-me a dizer que até mais complexo que Código Da Vinci. Posso confirmar que quem optar pela sua leitura com certeza não irá se arrepender. Uma boa dica é ao termino da leitura do livro ler também "Ponto de Impacto Fato ou Ficção?". Dan Brown já lançou quatro livros, são eles: Fortaleza Digital, Ponto de Impacto, Anjos e Demônios, Código Da Vinci. O próximo, previsto para o fim do ano, é "A Chave de Salomão". Tendo como protagonista o já conhecido professor de simbologia religiosa: Robert Langdon
   O próximo livro a discutirmos será O Segredo de Shakespeare, de J. L Carrel. Até mais.


domingo, 21 de setembro de 2008

Lírico

  O escritor

    


Nos Teus lindos cachos

Vejo o ouro com carvão sobre a pele branca,

Ou amarelada, quem sabe?

 

A Tua voz, ó bela voz!

Ecoa no espaço vácuo,

Transmitindo paz e consolo

A todos deprimidos que Te ouvem.

 

O Seu corpo?!

Algo incrível! Inconfundível!Único!

 Perfeito!

 

 Beleza maior será que existe?

Se existe onde está?

 

Quem não A quer ao lado não existe

Com certeza!

Pois Tu és a rosa que nasceu no pântano,

A todos encanta e tira atenção.

 

Iluminando a escuridão

Com Seus belos olhos que irradiam luz

Em perfeita harmonia com o Teu coração.

E é tudo isso que A faz única e perfeita. 

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Filho com cara de Pedra?!

  Quem nunca ouviu falar que quando uma mulher não come o que deseja quando está grávida o filho sairá semelhante ao que ela desejava? Comumente desejos bem estranhos são formulados: Quiabo com açúcar; Feijão com maionese (ééééca), prefiro parar por aqui. Mas imagina uma mulher gravida querendo comer PEDRA e ARÉIA!!! 
   No Quênia mulheres grávidas estão sendo estudadas pelo hábito de comerem um tipo de pedra chamada de Odowa. O mais incrível ainda é que comerciantes não perderam tempo, e já vendem essas pedras para saciar este estranho desejo, 10 reais cada 90 quilos. 
   Essa compulsão de comer o que não se deve comer é denominada de pica, do latim pega, nome de um pássaro que supostamente seria capaz de comer qualquer coisa.Pelo menos 800 das mulheres entrevistas afirmaram que comem terra, pedras e outras coisas que não são "comestíveis". Mas não crie repulsa assim imediatamente. A trucionista Alice Nnodong diz que "tem gostinho bem agradável". Poderia até mesmo substituir a farinha, pois não é doce e nem salgado, quem sabe não vira moda no ocidente?
   A pesar de ser uma estranha mania, de certa forma traz alguns benefícios. A natureza abrasiva da pedras limpam os dentes, semelhante àos ossos de mercado para cachorros. Mas lembre-se, comer pedras exige beber muita água ou então a  sua massa, que não pode ser expelida, causará problemas nos rins e no fígado. E pode ter certeza, não será nem um pouco prazeroso. E ainda tem gente dizendo que não consegue ficar sem comer. Sylvia Moi, uma estranha queniana,  revela que andar sem as pedras a faz sentir mal, com fome, "vazia". Com certeza eu não me sentiria assim.
Vai querer um quilinho?

Filosofia - com Carlos Alberto

O escritor











Carlos Alberto, contribuiu com seu texto para este blog.
Para entrar em contato clique aqui


   Consideração, importância dada a alguém; deferência, reverência, apreço. Essa é a definição de respeito mais clássica que nos faz lembrar as palavras ditas por Cristo há quase dois mil anos “Deveis amar ao próximo como a si mesmo” e a conhecida, mas não aplicada, regra Áurea (ou regra de ouro) ditas pelo mesmo Cristo “Tudo que quereis que os homens vos façam, vós deveis fazer do mesmo modo a eles”. Interessante, por que haveria eu de está citando essas palavras? Para despertar certo ar de reflexão entre os que lerão este texto, tanto alunos como professores. 
Ao citar as palavras acima, devo referir-me a condição de reciprocidade que deveria existir atualmente entre os alunos e professores. Conflitos, rispidez, xingamentos, todo tipo de intolerância deveria ser evitada. Pois estamos em um ambiente didático, e por ventura, deve tender para a aprendizagem. Mas não é o que se observa.
Quando falamos em alunos, lembramos logo do papel de estudar, fazer incondicionalmente trabalhos propostos professores, preparar lições e responder avaliações. Certo, essa é obrigação do aluno. Mas a nossa realidade de ensino é outra, principalmente entre os alunos da noite. Os senhores professores sabem muito bem da disposição da maioria dos alunos em relação a essas tarefas. Quando se fala em não ter aula, greve, teste com consulta ou outras coisas relacionada a não ter aula ou facilidade nas avaliações, a maioria aceita isso sem titubear. Isso meus caros professores foram presenciados ou até vividos pelos senhores em sua época escolar ou de faculdade. Como sabemos essas atitudes foram cultivadas pela maioria dos alunos a partir do berço, sim a falta de interesse pelos estudos pela maioria
vem desde a primeira série. E tanto que quando os senhores professores encontram um aluno um pouco mais dedicado, se apegam sem complacência a ele. Isso é um fato.

Leia novamente, por favor


G2-
   
   Você confia no que lê? A algumas semanas atrás ouvi certo comentário de uma professora de inglês. Dizia ela que nunca tinha visto uma camisa com dizeres em Brasileiro, ( a não ser aquelas frases de bêbado). Certamente se algumas dessas pessoas soubessem o que podem estar levando escrito no peito...
   Mas algo muito, mas muito estranho mesmo, ocorreu no estado do Espírito Santo. Se muitos desconfiam o que dizem as frases em inglês, outros tem toda a razão de desconfiar dos escritos em Chinês. o jornal "A Gazeta" publicou uma 'comum' reportagem, qualquer um que lesse não encontraria nada de anormal, a não ser pelos inocentes caracteres  escrito em Chinês:
 



Nada de mais, poderá pensar. Mas olhe novamente:


Acho melhor nem explicar o que está escrito.
   Uma explicação que temos para isso é que o diagramador achou interessante pôr alguns caracteres Chineses para criar uma melhor relação com o assunto, pesquisou na internet, achou um que chamou sua atenção, e cometeu o grave erro.  

Mãe prende filho por jogar vídeo-game

G2 -

É incrível como coisas estranhas acontecem pelo mundo. Há certo tempo atrás desconfiava sempre que ouvia algo um tanto que... Diferente. Mas depois de certo tempo desconfiar tornou-se uma Missão Impossível para mim. Apesar não ser de meu costume assistir novelas certa vez vi uma cena intrigante. Com certeza se você - como eu - não assiste novela, talvez já se tenha pego mudando de canal e ficado curioso com alguma ceninha em particular. Bem, foi o que aconteceu comigo. Primeiramente achei exagero, mas agora... 

   A cena foi a seguinte. Em uma determinada tele-novela que retratava brasileiros nos EUA, um garoto, brasileiro, tinha permissão de mandar prender os pais se ao menos eles se atrevessem dar aquela costumeira "surrinha básica" tão popular entre os brasileiros. Talvez pareça até exagero, mas antes de tirar conclusões leia a noticia à baixo tirada do blog estronho.com

   Brandi Ervin, mãe de um garoto de 12 anos, residente em Columbia, estado da Carolina do Sul, EUA, chamou a polícia depois que seu filho descobriu o esconderijo de seu presente de Natal, na casa de sua bisavó. O garoto estava jogando em seu novo GameBoy, quando foi surpreendido pela polícia, que o levou algemado, acusado de roubo.A mãe do menino disse que ele precisa aprender essa lição e que o motivo nem era o presente em si. Ele vinha fazendo muito mais coisas erradas nos últimos meses e precisava de um corretivo.

Se você desconfia da notícia eu te entendo, este blog ainda não possui tanta credibilidade. Mas então ponha o dedinho aqui, e veja diretamente da fonte.

 

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Anjos e Demônios

O escritor



Percebi que os que entram no meu blog gostam de ler, e isso é óbvio, pois pelo contrário não entrariam em blogs. E eu como sendo um ávido leitor conheço um dos maiores problemas que nós enfrentamos: Comprar um livro que não corresponde às nossas expectativas. Por isso sempre que eu terminar de ler um livro Postarei sobre ele.
Desta vez o livro premiado foi o do autor Dan Brown: Anjos e Demônios. Para quem assistiu “O Código Da Vinci” ou leu o livro e quer continuar fiel a leitura deste autor, recomendo começar por “Anjos e Demônios” ao invés de outros livros, pois você estará mais acostumado com o personagem, enquanto isso se você pegar outro livro como “Ponto de impacto” ou “Fortaleza digital” será semelhante uma pessoa recém matriculada em uma escola.
Achei um livro bem interessante, mas lembre-se: muitos acham a leitura dos livros de Dan Brown cansativa porque não esperam até o ponto certo. Os livros escritos por ele de certa forma são bastantes descritivos, isso explica eles não terem menos de 400 páginas. Esse excesso de descrição, o que acho essencial, não agrada a todos e talvez também não a você. Mas não se dê por vencido deixando o “cansaço” pegá-lo, pois o melhor está no final. Os livros de Brown, costumo dizer, começam no capitulo 5, e é sempre neste capítulo que vejo as pessoas pararem.
Robert Langdon, professor de simbologia religiosa da Harvard, se encontra em seu primeiro enigma a ser solucionado. Uma antiga seita científica está de volta, e pior, 4 cardeais conhecidos como il preferit, os preferidos para o papado. Mas haverá alguma ligação entre esses dois acontecimentos? Seguindo o típico modelo de Dan Brown, Anjos e Demônios é mais que um livro literário, é uma mistura de romance com informação e noticiário. Já é de promessa o 3° livro com o lendário Robert Langdon: "A chave de Salomão". Pelo que vi em pesquisas a muito tempo atrás era prometido a estréia este ano, mas pelo visto teremos de esperar mais um pouco.
                       
   O próximo livro a comentarmos será "Ponto de Impacto", Dan Brown.

O 6° Grau

  A revista “Super Interessante” do mês de agosto publicou algo muito “interessante”, como o próprio nome da revista já nos revela. Imagina você tendo uma ligação com Brad Pitt, ou quem sabe com Sandra Bullock. Talvez isso não seja inteiramente impossível.
O psicólogo americano Stanley Milgram fez uma incomum experiência: Enviou uma carta para alguém de outra cidade por outras pessoas, e essas outras pessoas só poderiam atingir o alvo enviando por outras pessoas. Ou seja, eu moro em Aracaju e existe um interior próximo chamado São Cristovão. Em São Cristovão mora um velho amigo meu, o Merivaldiano. Mas eu não quero gasta um centavo para selar a minha carta, por isso entrego minha postagem para o Genovevo que mora bem pertinho de mim, para que ele vá entregando ante chegar a Merivaldiano. Bem, foi isso mesmo que Milgram fez, mas pelo visto não deu muito certo, pois apenas 3% das cartas passaram apenas por 5 pessoas antes do destino (sendo contabilizado assim 6 graus). Quarenta e dois anos depois, em 2003, o Sociólogo Duncan Watts repetiu a façanha, mas agora um pouco mais moderninho: por meio de e-mails. Contatando 18 mil voluntários deu-lhes a missão de contatarem 18 pessoas por eles desconhecidas. “Parabéns!!! Agora sim deu certo!” Com certeza foi isso que ele deve ter escutado. Assim, alunos de ciência da computação da Universidade da Virgínia comprovaram, por meio de um programa, que a maioria dos atores (80%) de 900 mil, que constam na maior base de dados sobre cinema da internet, estariam no máximo de 6 graus do Ator Kevin Bacon, (se não sabe quem ele é aproveite que está conectado e procure no Google Imagens).

domingo, 7 de setembro de 2008

Shakespeare

Shakespeare. Quem nunca ouviu falar neste nome é porquê não pode ouvir, mas quem nunca leu sequer um livro seu é porquê não existe. E para salvar essas pobres almas que nunca leram alguma obra sua, publico alguns de seus fabulosos poesias e poemas, para que não tenham o desgosto passar por uma péssima situação por causa disso e ter que implorar: Não, eu nunca li William Shakespeare. Mas por favor, não me mate por causa disso. 

~ Soneto 17 ~

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Ás vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.


                ~ Soneto 30 ~

Quando à corte silente do pensar
Eu convoco as lembranças do passado,
Suspiro pelo que ontem fui buscar,
Chorando o tempo já desperdiçado,

Afogo olhar em lágrima, tão rara,
Por amigos que a morte anoiteceu;
Pranteio dor que o amor já superara,
Deplorando o que desapareceu.

Posso então lastimar o erro esquecido,
E de tais penas recontar as sagas,
Chorando o já chorado e já sofrido,

Tornando a pagar contas todas pagas.
Mas, amigo, se em ti penso um momento,
Vão-se as perdas e acaba o sofrimento


---

O tempo é muito lento para os que esperam

Muito rápido para os que tem medo

Muito longo para os que lamentam

Muito curto para os que festejam

Mas, para os que amam, o tempo é eterno.

---

Há certas horas, em que não precisamos de um Amor...

Não precisamos da paixão desmedida...

Não queremos beijo na boca...

E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama...Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado...

Sem nada dizer...

 Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presença amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir...

 Alguém que ria de nossas piadas sem graça...

Que ache nossas tristezas as maiores do mundo...

Que nos teça elogios sem fim...

E que apesar de todas essas mentiras úteis, nos seja de uma sinceridade

inquestionável...

 Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado...

Alguém que nos possa dizer:

Acho que você está errado, mas estou do seu lado...

 Ou alguém que apenas diga:

Sou seu amor! E estou Aqui!

                                                            (William Shakespeare)




segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Matrix – e a religião

Qual a sua religião? Seja ela baseada nas ciências, conhecidas como exatas; seja nas escrituras sagradas, ou no ceticismo; o que em suma importa é que todos corroboram na existência do bom e do ruim.
Algo que está muito em nossa mente como referência, e que alguns até atrevem-se a dizer que conhecem, é o conceito yin-yang. Essa filosofia criada pelo Taoísta Lao - tzu e aprimorada por Chuang – tzu, também conhecido como Chuang – chou, diz que tudo é instável entre dois opostos, i.e., mais cedo ou mais tarde tudo retornará ao seu oposto. Isto quer dizer que uma situação extremamente insuportável logo se tornará melhor. E não importa quão agradável seja uma situação, ela logo se tornará o oposto.
Em um de seus sonhos, Chuang – chou sonhou ser uma borboleta, ela não sabia que era Chuang, mas subitamente ele acordou, e não sabia se ele era Chuang – chou que sonhou ser uma borboleta, ou se era uma borboleta sonhando ser Chuang – chou. E é neste ponto que realmente quero chegar. Você sabe realmente se está acordado e lendo este artigo, ou se está “sonhando” e lendo este artigo? Quem assistiu ao filme, ou leu a adaptação para livro, sabe que é essa a filosofia que os irmãos Wachowski quiseram passar no seu filme mais bem quisto da atualidade: “Matrix”. Onde estamos realmente? Qual a verdadeira origem de nossas crenças? Provavelmente respostas a essas perguntas não sejam respondidas neste texto. Mesmo assim, aqui você verá o lado que não conhece do filme, e se conhece confirmará suas hipóteses.
Acrescento, antes que daqui continuemos. Esteja claro como o céu no verão que todas as Informações daqui por diante dadas são de exclusividade minha e criadas especialmente para você, leitor. A não ser que outros tenham tido uma percepção semelhante às minhas.


Matrix é religião! Não uma religião, mas a religião. Como imaginei que poderiam me chamar de maluco fanático e filmomaníaco eu alistei alguns pontos. Veja o quadro na próxima página.

• Neo, o Cristo
Imagine Só: Um homem que vem de outro plano com uma missão: Dar a sua vida para libertar a humanidade. De quem eu estou falando? Se você pensou em Jesus Cristo nem comece a pular de alegria por ter acertado, pois você não acertou. Estou falando do Sr. Anderson, que como hacker é conhecido pelo Nick: “Neo”. Em sua passagem para o outro plano, sofreu para conseguir chegar aonde chegou. Comeu o pão que o diabo amassou, e o que ganhava era apenas mais e mais inimigo. Agora sim estou falando de Jesus. Além do mais, antes de o predito messias, Jesus, ter vindo à terra, vários profetas tais como Isaías, Miquéias, Zacarias, além de alguns salmistas, profetizaram a sua vinda. Vê alguma ligação com Oráculo e Morpheus?
Permeia-se hoje uma hipótese, não comprovada, que Dan Brown, em “O código Da Vinci”, popularizou: Jesus Pode ter tido relações mais “intrínsecas” com Maria Madalena do que apenas uma querida amizade. Acho necessário salientar que é apenas uma hipótese infundada, sem provas e logo sem comprovação. Mas isso nos explica muito a opção de os criadores de Matrix terem posto uma amante para o escolhido.

• Olha lá! Já vem o Smith - Satã!
Por favor, diga-me com base no livro que de 100 apenas 10 pessoas já leram: Quem é o Satanás? Se você é uma das 90 deixe-me que responda: Ele é o arquiinimigo do prometido e do “programador” da humanidade (o qual logo nós falaremos). Além do mais, a humanidade apenas liberta-se quando uma pessoa morre? Quem? Quem? É óbvio Smith (segundo Matrix), e Satanás (segundo a bíblia).
• Lar doce lar
Zion (colônia dos humanos no filme), traduzindo do inglês significa “Sião”, e traduzindo novamente Sião quer dizer “Israel Espiritual”, que “re-re-traduzindo” significa: A “cidade” (simbólica) de Deus, para onde alguns acreditam ir após a morte, e para onde o programador (filme) prometeu levar todos os “Matrixianos”.
• E por fim...
E por fim: “o programador”. No filme ele é apresentado em um quarto repleto de telas de Tv. Denota uma das qualidades de Deus: “Aquele que tudo vê”. Além disso, foi ele que criou Matrix. Não faz sentido?

Tudo isso ainda não foi confirmado, pois não tive tempo de entrar em contato como um dos Wachowski, por isso o que você acabou de ler é apenas uma teoria, hipótese.
Abordei apenas a parte “religiosa” de Matrix, mas ele é muito mais que isso. É também filosofia, informática, ficção-científica e outras centenas de coisas. Agora que já estais alerta, assista novamente essa magnífica obra de arte e veja além do que você olha no filme. Como foi dito em “Patch Adams – O amor é contagioso”: “Para resolver um problema nem sempre é necessário olhar diretamente para ele”, foi isso ou algo parecido.

(Leandro Campos de Assis)